FANDOM


"Eu sou o Charada!!" - Nygma Para Lucius Fox

Edward "Ed" Nygma era um investigador forense do Departamento de Polícia de Gotham City, com o estranho hábito de perguntar charadas. Algum tempo depois, ele submerge no mundo do crime ao assassinar Tom Dougherly e sua namorada Kristin Kringle. Ed incriminou Gordon pelo assassinato dela, após saber que ele estava investigando. Porém, ele foi descoberto e enviado ao Asilo Arkham. Seis meses após sua internação, Oswald convence o diretor do Arkham a libertá-lo, para ajudar com sua campanha para prefeito de Gotham. Depois de descobrir que Oswald foi o responsável por assassinar sua namorada Isabella, ele forma uma aliança com Barbara Kean, Tabitha Galavan e Butch Gilzean para arruinar a imagem de Oswald como prefeito, matá-lo e assumir o controle do subterrâneo criminoso de Gotham. Depois de derrubar Oswald, Nygma começa seu novo caminho usando o nome Charada para libertar sua ira contra Gotham. Ele então voltou sua atenção para A Corte das Corujas, que acabou fazendo dele um de seus prisioneiro. Depois que descobriu que Oswald estava vivo e na cela ao lado dele, eles foram obrigados a ajudar um ao outro a escapar e Cobblepot mais tarde pediu para Victor Fries congelar Ed e colocá-lo em exibição em seu clube The Iceberg Lounge, como um lembrete de não cometer os mesmos erros novamente. Mais tarde, ele foi libertado do gelo por Myrtle Jenkins, sua fã nº1 que foi a mesma escola primária que ele e seguiu sua ascensão como Charada. No entanto, quando ela estava testando seu cérebro com charadas, ele percebeu que estava errando todas elas, descobrindo que estava sofrendo algum tipo de dano cerebral depois de ser congelado por um longo período de tempo. Mais tarde, ele se encontrou mais uma vez Butch Gilzean, agora Salomon Grundy, e planejava ajudá-los a ficarem ricos na casa de Cherry, em The Narrows. Eles logo se juntaram com Leslie Thompkins e os três se tornaram populares nos Narrows.

Biografia Editar

Afundando na loucura Editar

Alguns dias depois, Nygma observa Tom pedindo desculpa à Kristen e a beijando. Depois que Tom sai, ele vê feridas no braço de Kristen e pergunta a ela sobre aquilo. Ela admite que foi Tom que as fez, mas pede que Ed não se envolva. Enfurecido, ele confronta Tom, que o pergunta se já esteve com alguma mulher antes, Nygma não responde nada e Tom afirma que "às vezes as mulheres precisam de uma mão firme". Edward o censura e Tom pergunta o que ele irá fazer a respeito, Nygma não responde nada novamente.

Mais tarde na mesma noite, Nygma aguarda na frente da casa de Kringle por Tom. Quando ele aparece, Nygma afirma que não vai mais permitir que ele machuque ela e diz que ele deveria sair de Gotham. Tom percebe que Ed gosta de Kringle e o golpeia no estômago. Antes que ele pudesse dar outro soco, Nygma apunhala ele com uma faca e o derruba acidentalmente. Enquanto ele estava assustado com o que fez, Tom o agarra pelo ombro e Nygma enfurecido, esfaqueia ele dez vezes. Encarando o cadáver de Tom, Nygma dá uma risada histérica e aterrorizada, apreciando o que havia feito.

No dia seguinte, ele vai até o DPGC com o cadáver desmembrado dentro de uma maleta, com a intenção de descartá-lo

Abraçando seu lado sombrio Editar

Nygma acorda na manhã seguinte e descobre que seu alter ego escondeu o corpo de Kristen enquanto o "Ed bom" estava inconsciente. A personalidade do Charada insulta Ed e o envia à uma busca ao cadáver. Uma carta em cima de sua cama diz para ele procurar as iniciais "KK" na delegacia. Ele encontra a mão dela em uma máquina de vendas automática e a pega, avista um papel preso à ela.

Chefe de Gabinete do Pinguim Editar

Após ter sido liberto do Arkham por Oswald, Nygma fica em dívida com ele e decide o ajudar a executar sua campanha para prefeito. Nygma descobre que Oswald havia pedido para Butch conseguir os votos através de suborno. Então Ed decide ajudá-lo a ganhar a eleição legitimamente. Ele pede de volta todo o dinheiro usado para subornar os eleitores, afirmando que eram ordens do Pinguim. Após descobrir, Oswald ameaça matá-lo com a ajuda de Butch, até que sua vitória como prefeito passa no noticiário. Nygma afirma que ele não precisa de suborno para vencer a eleição e que as pessoas confiam nele. Oswald contente, anuncia Edward como seu Chefe de Gabinete, para a decepção de Butch.

Depois disso, Butch ataca Edward no clube de Barbara por tê-lo exposto como líder da Gangue do Capuz Vermelho. Ed foi quase estrangulado até a morte, mas Oswald o acerta na cabeça com uma garrafa. Nygma perde a consciência e acorda alguns minutos depois na mansão de Oswald. Ele oferece um chá a Edward para ajudar a curar sua garganta. Edward diz que faria qualquer coisa por ele e Oswald o abraça. Ele percebe que está começando a desenvolver sentimentos amorosos por Nygma e logo se sente pronto para contar a ele, mas falha continuamente em suas tentativas e decide convidá-lo para um jantar. Enquanto Edward estava comprando uma garrafa de vinho, ele conhece uma bibliotecária chamada Isabella, que se parecia muito com Kristen Kringle. Eles se apaixonam. Nygma deixa de jantar com Oswald para passar a noite com Isabella. Quando ele retorna para a mansão do prefeito, Oswald o recebe assustado, afirmando que ligara para a polícia pensando que Nygma havia sido sequestrado e fica perplexo quando ele revela que está apaixonado. Oswald pergunta sobre Isabella e descobre onde ela trabalha, lhe fazendo uma visita. Ele diz a ela que Edward estava em Arkham, um asilo criado para pessoas insanas. No entanto, quando ela vê Edward novamente, não se importa com seu passado, o que mais enfurece Oswald ao vê-los juntos novamente.

Oswald lhe faz outra visita, mas dessa vez em sua casa. Ele a alerta para ficar longe de Edward, mas ela recusa. Isabella liga para Ed, pedindo para ele encontrá-la em sua casa. Quando ele chega, avista ela vestida como Kristen Kringle. Ela diz para ele não ter medo e beijá-la. Isabella então se prepara para fazer uma viagem temporária e Oswald arruma um plano para se livrar dela, pedindo para Gabe cortar os freios de seu carro. Isabella morre ao ser atropelada por um trem, devido aos freios danificados.

Edward fica devastado ao descobrir sobre sua morte e visita o local onde ela havia sido atropelada para colocar algumas flores. Ele então escuta de um morador de rua que ela havia gritado antes de morrer. Curioso, ele decide examinar o carro dela e descobre que os freios haviam sido cortados. Ele avisa a Oswald sobre sua descoberta e culpa Butch. Nygma sequesta Butch e Tabitha, culpando Butch pelo assassinato. Ele os tortura e corta a mão de Tabitha. Butch enfurecido, mente afirmando que matou Isabella com um tiro na cabeça. Edward diz a ele que sabe que está mentindo, pois ela morreu em um acidente de carro. Mas então começa a se questionar sobre o verdadeiro culpado e fica confuso. Depois de descobrir que Oswald estava apaixonado por Nygma com Olga, Barbara diz a Butch e faz uma visita a Edward. Ele diz que tem espiões por toda parte tentando descobrir quem matou Isabella e ela fingi tossir falando "Pinguim". Edward duvida dela pois acredita que Oswald não teria motivos para matar Isabella. Ela lhe pergunta uma charada e ele responde amor, fazendo a ficha finalmente cair.

Destruindo o Pinguim Editar

Mais tarde, Edward pede sua carta de demissão a Owald, dizendo querer ser mais que um simples empregado dele. No entanto, Oswald, acaba pensando que aquilo era uma confissão amorosa de Nygma e resolve revelar seus sentimentos por ele. Nygma fala que Oswald entendeu a mensagem errado, na verdade ele iria propôr uma parceria de negócios. Nygma então tem a confirmação de que Oswald está apaixonado por ele e percebe que Barbara estava falando a verdade, então decide fazer uma visita a ela, Butch e Tabitha, dizendo que quer fazer Oswald pagar pelo que fez com Isabella.

Ele decide se vingar de Oswald fazendo-o acreditar que está vendo o fantasma de seu pai morto. O Pinguim vê o fantasma em sua casa e antes de ir para sua entrevista na televisão nacional. O fantasma alerta-o para tomar cuidado com o aniversariante. Algum tempo depois, ele vê pessoas festejando o aniversário do substituto de Edward Nygma como Chefe de Gabinete e desconfia dele. Ele encontra um saco com os restos humanos de seu pai e em seguida mata o substituto de Ed anter de ter um surto histérico durante a entrevista ao ver o fantasma de seu pai novamente. Entretanto, o fantasma na verdade era O Cara de Barro, que estava trabalhando para Nygma.

Nygma finge ter sido sequestrado e liga para Oswald pedindo que o resgate em um armazém. Mas Nygma o toma como refém e mostra o carro de Isabella, dizendo que sabe que foi Oswald quem matou ela. Ele o acorrenta em cima do carro e revela que em cima dele há uma mistura de ácidos corrosivos que logo cairão sobre ele. Oswald confessa que a matou, mas fala que o fez por amor. Nygma deixa ele ali e sai do local. Mais tarde, Oswald é salvo por um guarda que passava por ali. No entanto, quando chega em sua casa, ele é feito de refém novamente, dessa vez por Tabitha e Butch, que o levam até Barbara. Ela mente dizendo a Oswald que é inimiga de Nygma e que precisa que ele ligue para Nygma para levá-lo até a Barbara. Mas ele recusa e diz que prefere morrer por quem ele ama. Nygma aparece e diz que queria que ele morresse sabendo que seria incapaz de amar alguém. Ele o leva até o cais e Oswald continua tentando persuadi-lo a não matá-lo, do mesmo modo que confessava seu amor por ele. Ele afirma que ao conhecer Ed, ele não era nada. "Era apenas um nerd, nervosinho e perdedor". Nygma dispara contra ele e o joga no rio.

Assumindo a personalidade do Charada Editar

Personalidade Editar

Edward é inteligente, calculista, gentil e atencioso. Sua natureza meticulosa e observadora faz dele um excelente cientista, muitas vezes detectando pistas e conexões que seus superiores perdem. No entanto, ele também é narcisista, sendo apaixonado por sua inteligência e gosta de contar enigmas para provar isso, muito para o aborrecimento da maioria de seus colegas de trabalho. Ele também pode ser desajeitado, não intencionalmente insultante e egoísta, como quando faz com que o médico-legista anterior seja despedido por vingança por ter feito Edward ser suspenso, fazendo parecer que ele estava roubando partes do corpo.

Trivialidades Editar

  • Na DC Comics, Edward Nygma, também conhecido como Riddler, foi criado pelo escritor Bill Finger e pelo artista Dick Sprang e apareceu pela primeira vez em Detective Comics #140 (1948). A primeira vez que a origem do personagem foi ligada ao D.P.G.C. Estava no videogame Batman: Arkham Origins, onde ele é descrito como um consultor da polícia e o chefe aparente da unidade Cybercrime.